Habilitando e Criando GlobalNames no Server Core

By | 3 de junho de 2011
Print Friendly, PDF & Email

Em uma rede de computadores é muito comum o uso de nomes de “rótulo único”, ou seja, o uso de nome do tipo NETBIOS . Nomes curtos são bem mais fáceis de usar do que nomes de domínio totalmente qualificados (FQDNs).
Muitas redes implantam tecnologia e servidores WINS (serviço de cadastramento na Internet do Windows) em seus ambientes. Como protocolo de resolução de nomes, o
WINS é uma alternativa ao DNS , ele é um serviço mais antigo que usa NetBIOS sobre TCP/IP (NetBT).
WINS e NetBT não têm suporte para protocolos IPv6 (protocolo IP versão 6).

Para migrar todas as resoluções de nomes para DNS, o servidor DNS no Windows Server 2008 oferece suporte a uma zona chamada GlobalNames.
Ao implantar uma zona com este nome, você poderá ter os registros estáticos e globais com nomes com rótulo único, sem depender do WINS.
GlobalNames é uma zona de pesquisa direta que deve ser integrada no Active Directory.

A função dessa zona de pesquisa é criar registros estáticos com nomes de rótulo único. Ou seja, os clientes podem fazer pesquisas de
nomes legados (Netbios Name) sem depender do servidor WINS.

Isso é interessante quando não for mais possível manter os servidores WINS na empresa ou você estiver implementando o IPv6.

Atenção – A zona GlobalNames somente deve ser criada se todos os servidores DNS executarem o Windows Server 2008.

GlobalNames não é uma solução de substituição do WINS, e sim uma alternativa.

Criando a zona GlobalNames:
Dnscmd /ZoneAdd GlobalNames /DsPrimary /DP /forest

Habilitando o suporte da zona GlobalNames:
dnscmd /config /enableglobalnamessupport 1

Para o servidor ser capaz de fornecer resolução de nome com rótulo único, adicione registros de recurso de alias (CNAME) à zona
GlobalNames:  Criando registros do tipo CNAME na zona Global names.

dnscmd /RecordAdd globalnames nomesimples cname fqdn

Exemplo:
dnscmd /RecordAdd globalnames webserver cname IISw2k8.mcsesolution. local

image

 

Validado no Windows Server 2008 R2
Artigo migrado –  2601 acessos até a data de migração. 03/10/2015