Windows Server 2016: Nano Server

By | 17 de dezembro de 2015
Print Friendly, PDF & Email

Nano Server e novidades do Windows Server 2016

Junto com o Windows Server 2016 (Até a data desse artigo em Technical Preview) teremos muitas novidades. Eu particularmente gostei muito do Nano Server. Acredito ainda que teremos muitos mais recursos nas próximas versões do Windows Server 2016 no Nano Server, mas aqui vai uma breve ideia.

Gostei principalmente por ser um grande entusiasta do Server Core e o Nano Server é relativamente similar em inovação de conceito e muito menor também. Além do mais vem a ter um conceito bem próximo do modo de operação como o Server Core na Infraestrutura, pois permite reduzir o tamanho e consequentemente teremos menos reboots, menos atualizações, menos superfície de ataque e é bem interessante também o fato que o Nano Server já nasceu para a nuvem. Suportando recursos como a tecnologia de contêineres, suportando Docker e recursos para DevOps como o “Chef“, que pode ser usado junto com o Microsoft Visual Studio e o System Center para gerenciamento.

Ainda falando em gerenciamento o Nano Server é gerenciado remotamente via PowerShell e usa todo o poder do DSC (PowerShell Desired State Configuration).

É interessante notar a evolução do formato dos sistemas operacionais desde o Windows NT até hoje. O Windows 2008 e 2008 R2 introduziu o conceito de Server Core e o Windows Server 2012 permitiu ainda mais flexibilidade tanto nas configurações como na sua instalação trazendo a capacidade de instalar e desinstalar interface gráfica deixando o Core ou o Minimal Server Interface.

Nano Server

Se comparado com o Server Core o Nano Server é muito menor e seu foco é Microsoft Cloud Platform infrastructure,. Ou seja é otimizado para a nuvem privada e datacenters.

Nano Server

O Nano server é um sistema operacional administrado remotamente e não possui a capacidade de logon local, suporta apenas aplicações 64–bit.

E é claro, como é bem menor que um Server Core precisa de bem menos espaço em disco, menos atualizações e menos reboots.

O Nano Server pode ser instalado tanto em uma máquina virtual como em um computador físico (Bare-Metal) usando o WinPE presente no Windows 10 Assessment and Deployment Kit (ADK)

E pode utilizado em diversos cenários (até o momento) como por exemplo:

  • Host de Hyper-V (Em Cluster ou não)
  • Servidor WEB
  • DNS Server
  • Storage host para Scale-Out File Server (Em Cluster ou não)
  • E host de aplicações desenvolvidas para a nuvem e que rodem em container ou virtual machine (Born-in-the-cloud applications).

Conclusão: Tanto para os desenvolvedores como para os administradores (Operação) o Nano Server é uma maneira moderna e eficiente para suportar as novas demandas de aplicações e recursos de infraestrutura para a nuvem.